Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2014

Acre sabor

Usarei meu acre tom, Desculpe-me a grosseria, Para poder expressar A falta que sinto de ti.
Saudades minha boca sente Daquele teu acre sabor Que sacia minha sede Do prazer de te encontrar
A esputada língua minha No palato se retorce Pelos acres inundados Que distante, nos separa.

Desinspiro

Desinspirado estou
Pirado por
Parado estar
Preciso voltar
De onde estiver
Pra o mesmo lugar
Que outrora estivera A me imaginar Pairando no ar A rodopiar Cheio de ilusões,
Bonitas canções,
Um mundo ideal
De todas as cores
Que eu precisar
Pra poder criar
Minha completude
De felicidade
Que hoje me falta,
Pois ontem a deixei
Num mundo esquecido
Que estimo encontrar
Para retornar
A me inspirar
Neste desafio
Que a vida me deu:
Viver