Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010

Sem testes

Não me queiras provar
Não me tentes mostrar
O que sou para ti
O que és para mim

Não quero provações
Não quero tentações
Para dizer quem eu sou
Saibas que isso eu já sei

Se queres me conhecer
Há respostas às perguntas
Basta expressá-las
Basta emiti-las

Não sou bom com testes
Não sou bom com provas
Mas tenho respostas suficientes
Caso queiras me perguntar

Anseios

Pulsa-me core
Toque de pele
Inala-me vapores
Instiga-me quereres

Sinto calores
Sinto tremores
Tenho desejos
Tenho vontades

Quero carícias
Quero delícias
Quero apertar-te
Sonho te amar

Coça-me a boca
Arde-me a língua
Frios na espinha
Voltas ventrais

Sem mais suportar
Sem mais agüentar
Anseio você
Anseio te ter

Encovanecer

Hoje, eu quero morrer
Não posso viver
Com meus pensamentos

Hoje, preciso dizer
Que vou me esquecer
Dos nossos momentos

Hoje, não quero saber
O que pode ser
Os seus fingimentos

Hoje, pensar em você
Faz-me enaltecer
Os meus sofrimentos

Hoje, eu vou me esconder
Não quero mais ver
Os meus batimentos

Hoje, eu quero descer
Poder renascer
Noutros elementos

Anjo Noturno

Vela da noite
Clareia minha morte
Me leva contigo
Me dá teu abrigo
Abraça-me forte
Me sangra ao açoite

Luz de farol
Me mostra o caminho
Do teu lar escuro
Derruba este muro
E faz teu vizinho
Olhar pro teu sol

Estrela de turno
Me busca agora
Não posso esperar
Poder te encontrar
Não vejo a hora
Meu anjo noturno